quarta-feira, 23 de abril de 2014

O que continua...

Foto: Delayne Brasil


DA MORTE

Ninguém parte: aparta-se de nós
apenas o palpável.
Perde-se a casca densa do amado ser.
Seus sonhos, mirados do Alto,
a terra não morde.
Ninguém parte: perde-se
a vestimenta visível do amigo,
que o tempo cala e serena.
Sobre a qual vertemos
nosso pranto de algemas.

Livro Loja de Amores Usados (poemas), Carmen Moreno



Nenhum comentário:

Postar um comentário